Recanto de Alberto Valença Lima
A mente que se abre a uma nova idéia, jamais voltará ao seu tamanho original. (Albert Einstein)
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos

Onde não se pode usar a crase

Quero apresentar uma dezena de casos onde você NUNCA PODE usar a crase. Embora a crase seja um item da nossa língua que, frequentemente, causa dúvidas e erros na nossa escrita, se você conseguir guardar esses casos que a seguir apresentarei, você irá evitar a grande maioria das possibilidades de erros no emprego da crase.

VOCÊ NUNCA PODE USAR CRASE NOS CASOS ABAIXO.

1. À frente de palavras masculinas.
Sendo a crase uma junção da preposição A com o artigo definido A, não é possível haver crase antes de palavras masculinas. Qual a razão? Simples: não se pode usar artigo feminino antes de substantivos masculinos.
Exemplo:
Requereu ao juiz um habeas corpus. Jamais poderia ser "Requereu à juiz um habeas corpus".

2. Antes de verbos
Como não se pode usar artigo definido para um verbo, logo também não será possível usar a crase.
Exemplo: A enfermeira ficou a cuidar do paciente.

3. Antes de pronomes pessoais de tratamento, exceto para senhora, senhorita e dona.
Pela mesma razão do caso anterior, não se admite artigo definido à frente destes nomes pois eles não têm gênero.
Exemplo:
Peço a Vossa Excelência que permita o meu ingresso no recinto.
Peço à Senhora (ou à senhorita) que me conceda o privilégio de cortejá-la.

4. Antes de nomes de cidades que não admitem o artigo definido a lhes anteceder.
Exemplo:
Ele chegou a Roma na última semana de agosto.
Exceção - Caso o nome da cidade estiver particularizado, como no caso, por exemplo de a Roma dos Césares, deverá ser usada a crase.
Exemplo: Ele chegou à Roma dos Césares no último domingo.

5. Antes dos pronomes relativos QUEM e CUJA
Exemplos:
Faça o bem sem olhar a quem.
Esta é a poesia a cuja autora se refere o elogio.

6. Antes do artigo indefinido UMA.
Exemplo:
Ele chegou a uma da tarde.

7. Antes dos pronomes indefinidos ou dos pronomes demonstrativos ESSA ou ESTA.
Exemplos:
Ele não chegou a nenhuma conclusão.
A essa hora ela já devia ter chegado.

8. Antes de locuções adverbiais de instrumento.
Exemplo:
Matou o amigo a faca.

9. Antes de nomes femininos no plural empregados sem o artigo.
Exemplo:
Ela não era chegada a bebidas.

10. Nas de locuções adverbiais repetidas como dia a dia, ponta a ponta, cara a cara, etc.

NOTA
Leia também as regras para o uso correto da crase no link abaixo.
 
Alberto Valença Lima
Enviado por Alberto Valença Lima em 08/09/2018
Alterado em 08/09/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Caminhos de mim R$10,00
Caminhos de mim (Poesia) R$38,50
Poetrix - Antologia 6 - 20 anos R$29,50
Germinando palavras colhendo poesias - Ser po... R$23,50
Poesia, Palavra é Arte R$30,00
Musas de um Recanto com Letras, Flores e Poes... R$10,00
Germinando palavras colhendo poesias - Ser po... R$28,50
UBE - 60 ANOS R$20,00
Antologia de Poetas Brasileiros Contemporâneo... R$35,00
Os mais belos poemas de amor - Edição especia... 40,00
Antologia "Poesias sem fronteiras" (Esgotado) R$20,00